sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Quem é Capitão Léo?

Leonardo Ribeiro, presidente do Conselho Fiscal do Flamengo e o principal responsável pelo pedido de demissão do maior ídolo da história do clube, o Zico, no ano passado, quando este era Diretor Profissional de Futebol.

Foi líder da Torcida Jovem do Flamengo - para ver a boa índole dos rapazes, assista o vídeo abaixo - cujo lema diz: "Nada do Flamengo, tudo pelo Flamengo".

Se perguntar não ofende, por que a torcida recebe cota de ingressos de dirigentes do Flamengo? Por que seus cânticos no estádio são, em grande maioria, apenas de auto-exaltação?

Nada do Flamengo? Tudo pelo Flamengo?





O Capitão Léo, como era conhecido em seu longo período como chefe (sem aspas mesmo) de torcida organizada, entrou para a política do clube nos anos 90. Assim se tornou, inicialmente, o representante do Flamengo na FERJ (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro).

Seu convívio com o Caixa d'Água - apenas um "modesto" torcedor do Americano, de Campos - lhe rendeu uma vice-presidência na Federação.

 Com um currículo destes, moral não é exatamente o seu forte


Um de seus grandes feitos no Flamengo, foi o papel decisivo que teve na aprovação das contas do então presidente Edmundo dos Santos Silva. O mesmo que, algum tempo depois, sofreu impeachment no clube, chegando até mesmo a passar uns dias no xilindró.

Agora, o Capitão Léo afirma que Zico está com ciúmes de Ronaldinho Gaúcho.

Podemos analisar quais os possíveis motivos para tal crise de ciúmes do Galinho. Para isso, é preciso considerar que, para a torcida rubro-negra, da qual o próprio Capitão Léo se diz parte, o Flamengo é uma nação muito maior que o Brasil. Basta perguntar a qualquer um, para quem torceriam se a seleção brasileira enfrentasse o Flamengo (a mesma assertiva vale para qualquer outra torcida, sejamos francos).

 Questionado pelo Capitão Léo, tem todo o direito de ficar bolado



Vejamos: Zico, como profissional, disputou 731 partidas pelo Flamengo, marcando 508 gols; conquistou o Mundial Interclubes (1981), a Libertadores da América (81), quatro Campeonatos Brasileiros (1980/82/83/87) e sete Campeonatos Cariocas (1972/74/78/79/79*/81/86), só para citar os títulos mais importantes.

Para Ronaldinho, que fez 39 partidas pelo rubro-negro, marcando 19 gols e conquistando o Carioca deste ano, um de seus maiores ídolos no futebol é Arthur Antunes Coimbra, o Zico.

Não à toa, Zico desdenhou de tamanha baboseira dita pelo "dirigente" Leonardo Ribeiro. E até Ronaldinho, não fosse funcionário do clube que dá voz e poder a um animal como o Capitão Léo, teria a mesma reação.

Quanto às declarações de Zico sobre seu envolvimento com o Flamengo atualmente, é mágoa profissional que, além de passar, não afeta a enorme gratidão que a nação rubro-negra tem para com ele.

Tudo isto posto, a pergunta do título fica ainda mais latente: Quem é Capitão Léo?

Para a estrutura elitista e antidemocrática do clube, talvez seja alguma coisa. Para a torcida, que ele insiste em dizer que faz parte, não é nada!


Valeu,

Bruno Porpetta


4 comentários:

  1. Perfeito Porpetinha, perfeito! Vamos organizar um manifesto, uma nota de repúdio, e pulverizar pela internet sobre essa declaração do Caputão e sobre as intenções do tal grupo Eureka, de transformar as eleições para presidente do Flamengo em indiretas.

    ResponderExcluir
  2. graças a ao capitao léo, o zico parou de fazer falcatruas no flamengo...deivid, borja, diogo, leandro amaral...e por ai vai....

    ResponderExcluir

Seu comentário será moderado e pode não ser incluído nas seguintes hipóteses:

1 - Anônimo

2 - Ofensivo

3 - Homofóbico

4 - Machista

5 - Sexista

6 - Racista


Valeu,

Bruno Porpetta